Sep 19, 2021 Last Updated 5:13 PM, Sep 14, 2021

SÃO PAULO GANHA PARÓQUIA SÃO MARCOS EVANGELISTA

Categoria: I Nostri Dicono
Visite: 647 volte

Na manhã, deste domingo, dia 25, a Comunidade São Marcos amanheceu em festa, pois a trajetória de sua vida, iniciada em 1973, quando padre Eduardo Bauville, pároco da Igreja Nossa Senhora da Penha, criou uma Comunidade Eclesial de Base para refletir nas casas dos participantes, o Evangelho de São Marcos, se tornava a mais nova paróquia da Arquidiocese de São Paulo.

Os novos paroquianos tinham também outro motivo a comemorar: a cerimônia de elevação como paróquia seria presidida pelo cardeal arcebispo de São Paulo, dom Odilo Pedro Scherer. A razão é que o Cardeal faz parte da história da nova paróquia, pois, em 21 de março de 2004, celebrou a missa campal de lançamento da “Pedra Fundamental” da nova igreja, e, em 31 de dezembro do mesmo ano, celebrou a primeira missa, com a igreja ainda em construção. Dom Odilo era, então, bispo auxiliar da Região Episcopal Santana.

Coube ao padre Luiz Carlos Emer, superior provincional dos missionarios da Consolata, congregação responsavel pela paróquia, saudar dom Odilo, dom Sergio de Deus Borges, bispo auxiliar da Arquidiocese na Região Santana e os padres concelebrantes Zacarias Paiva, Pietro Plona, Anthony Murigi, Selso Feldkircher e ao novo pároco, padre Mauro de Cintra Santos.

Em sua homilia, dom Odilo destacou os compromissos de elevação de uma comunidade a paróquia: a ampliação do seu território como comunidade de vida, o Templo do Deus vivo. A paróquia tem que contar com a colaboração do Conselho Paroquial e das pastorais e movimentos, religiosos e religiosas, todos comprometidos com a missão de anunciar o Evangelho de Cristo.

“Espero que a transformação em paróquia seja para melhor, pois como comunidade ela me ofereceu diversos cursos que melhoraram a minha formação”, disse Benedita das Dores Benetti, uma das primeiras participantes da comunidade. Já os jovens, Lucas Barreto, Samara Camargo e Caroline Barreto têm a esperança que o grupo de jovens, atualmente com cerca de 30 membros, possa ser dinamizado.

Na celebração foi lembrada com aplausos a figura do padre italiano José Radici, missionário da Consolata, falecido em 8 de fevereiro de 2012.

O responsável pela Pastoral da Comunicação (Pascom) na paróquia, Sebastião Soares, lembrou à reportagem que Padre José, empenhou suas forças e todo o seu zelo pastoral e sacerdotal no pastoreio da Comunidade de São Marcos, consagrando, ao mesmo tempo, todas as suas capacidades e energias na construção da nova igreja de São Marcos e do Centro Pastoral, na Pedra Branca.

Tinha 87 anos de idade quando faleceu, 66 de vida religiosa consagrada como Missionário da Consolata e 62 anos de sacerdócio.

Ao final da missa, dom Odilo homenageou padre Spirito Sevega pelos 90 anos de idade, convidando todos os presentes a cantar os parabéns para ele.  No dia 20 de junho fará 66 anos de sacerdócio.

 História de uma comunidade de fé

Tudo começou em 1973, no grupo que refletia o Evangelho de São Marcos. Com o entusiasmo contagiando a todos, outros grupos de reflexões foram criados. Assim surgia a comunidade denominada “Comunidade Sagrado Coração de Jesus”.

As atividades da Comunidade se multiplicavam, todos já aspiravam contar com a própria Igreja. Assim, foi adquirido um terreno na rua Itabira, nº 170, à época, de esquina, parecia ser o ideal, mais prático e viável. Em 25 de abril de 1974, dia de São Marcos, foi lavrada a escritura do terreno para construção da Igreja.


Os mutirões, com intensa participação da Comunidade, se desenvolviam nos fins de semana e nos feriados. Enquanto as obras progrediam, as atividades religiosas se desenvolviam, num primeiro momento num galpão de madeira, depois no salão do subsolo.

Finalmente, em solenidade presidida pelo cardeal arcebispo de São Paulo, dom Paulo Evaristo Arns, a primeira Igreja foi inaugurada e entregue ao culto no dia 30 de abril de 1978, consagrada a São Marcos, como padroeiro.

A Comunidade São Marcos, em princípio pertencia à Paróquia Nossa Senhora da Penha, sendo que, com a instalação do seminário, filosófico – teológico no “Castelinho” em Pedra Branca, à rua Ita, 381, os padres ali sediados, da congregação dos Missionários da Consolata, assumiram a assistência religiosa e pastoral. Para dirigir, organizar e redirecionar o Centro Missionário José Allamano, chegava a Pedra Branca, em 1989, o padre José Radici.Foi-lhe confiado, também, o pastoreio da Comunidade São Marcos.

Diante da crescente necessidade de espaço para a ação evangelizadora e catequese, com esforço pessoal, padre José, com a comunidade, adquiriu o terreno e construiu o Centro Pastoral São Marcos. Inaugurado em 1996, na rua Itabira, nº 222, com várias salas.

NOVA IGREJA SÃO MARCOS

Com a chegada do novo milênio, padre José com sua clara visão de futuro alertou sobre a necessidade de um novo terreno para futuramente construir uma igreja que comportasse a população em crescimento na região.

Em 2002, foi adquirido o sonhado terreno de 2.560 m2, na Rua Itá, nº 313, próximo da Igreja Velha. Finalmente, em 17 de Dezembro de 2006, o sonho se tornou realidade.

 

 

 

 

 


Recenti

Fineste sull'America

14 Set 2021 Finestra sul Mondo

XXV Domenica del tempo ordina…

14 Set 2021 Domenica Missionaria

Riflessioni su Sant’Andrea Kim Taegon

Riflessioni su Sant’Andrea K…

12 Set 2021 I Nostri Missionari Dicono

La parola insegnata. La diacon…

12 Set 2021 Preghiere Missionarie

Visita canonica alla zona del pacifico colombiano

Visita canonica alla zona del …

12 Set 2021 I Nostri Missionari Dicono

Primi passi nella Comuna 13 di…

12 Set 2021 Missione Oggi

XXIV Domenica del tempo ordina…

07 Set 2021 Domenica Missionaria

Finestre sull'Asia

06 Set 2021 Finestra sul Mondo

Finestre sull'Africa

06 Set 2021 Finestra sul Mondo

La parola nella comunità. Int…

06 Set 2021 Preghiere Missionarie