Feb 23, 2020 Last Updated 10:06 PM, Feb 20, 2020

MOÇAMBIQUE: CRIAÇÃO DA PARÓQUIA DE NOSSA SENHORA DA CONSOLATA DE FINGOÉ, DIOCESE DE TETE

Categoria: I Nostri Dicono
Visite: 801 volte

No ponto mais ocidental de Moçambique, a mais de 800 km do litoral, os Missionários da Consolata acabam de criar a Paróquia de Nossa Senhora da Consolata de Fingoé, na diocese de Tete.
Os Missionários da Consolata chegaram a Fingoé, a pedido de Dom Inácio Saure IMC, bispo de uma diocese imensa mas com poucos missionários. Das 27 missões existentes, poucas são as que têm missionários residentes, algumas são assistidas esporadicamente por equipas itinerantes, enquanto outras estão simplesmente abandonadas à sua própria sorte. Era o caso de Fingoé, uma vila situada junto à fronteira com a Zâmbia, distante 278 quilómetros de Tete, que é sede administrativa do distrito da Marávia.

Fingoé tem uma população de 20 mil habitantes. Nesta região os missionários encontraram uma realidade muito complexa. Existem três centros – Fingoé, Unkanha e Malowera – bastante distantes entre si, à volta dos quais existem diversas aldeias que do ponto de vista sócio-religioso apresentam características próprias. Os católicos são poucos e abundam as igrejas pentecostais e seitas. Em Malowera existem grupos de católicos que durante a guerra civil fugiram para a Zâmbia e que nos últimos anos regressaram a Moçambique.

Na novíssima paróquia de Fingoé, estão três missionários: Franco Gioda, Eduardo Reyes e Jacinto Mwallongo. Vivem numa palhota, porque é assim mesmo que querem começar.

A pobreza de meios não os intimida nem os demove de retomar a primeira evangelização desta terra há tantos anos condenada ao abandono pelas vicissitudes da independência e da guerra. Durante os últimos meses percorreram as aldeias da região ao encontro dos católicos dispersos para tentar reorganizar a atividade pastoral. Já iniciaram o trabalho de formação dos catequistas e dos responsáveis dos diferentes ministérios. A pouco e pouco estão a reacender a chama da evangelização em terras da Marávia.

Passados noventa anos da chegada a Moçambique, os Missionários da Consolata, concretizam esta nova fundação missionária seguindo as pegadas dos seus predecessores, que já haviam trabalhado nesta região entre 1926 e 1933. O objetivo é continuarem a ser uma presença missionária significativa no meio do povo e ao serviço da Igreja local.

 

 

 


Recenti

Cronaca del Corso IMC 25 (10)

Cronaca del Corso IMC 25 (10)

20 Feb 2020 I Nostri Missionari Dicono

Cronaca del Corso IMC 25 (9)

Cronaca del Corso IMC 25 (9)

17 Feb 2020 I Nostri Missionari Dicono

Abusi: come la Chiesa aiuta le vittime

Abusi: come la Chiesa aiuta le…

17 Feb 2020 Finestra sul Mondo

La decisione del Papa: nel 2022 ci sarà il prossimo Sinodo dei Vescovi

La decisione del Papa: nel 202…

17 Feb 2020 Finestra sul Mondo

Querida Amazonia. Giovenale: il Papa ci ha dato "autostrade" da far vivere

Querida Amazonia. Giovenale: i…

17 Feb 2020 Missione Oggi

20 febbraio: Giornata Mondiale della Giustizia Sociale

20 febbraio: Giornata Mondiale…

17 Feb 2020 Preghiere Missionarie

VII Domenica – T. O. - Anno A

VII Domenica – T. O. - Anno …

17 Feb 2020 Domenica Missionaria

Gracias Beato José Allamano

Gracias Beato José Allamano

16 Feb 2020 I Nostri Missionari Dicono

Beato Allamano: operoso nel silenzio, gioioso nell’azione

Beato Allamano: operoso nel si…

16 Feb 2020 I Nostri Missionari Dicono

Consolation starts at home: Continental Council of Africa, Kinshasa February 2020

Consolation starts at home: Co…

14 Feb 2020 I Nostri Missionari Dicono