Sep 17, 2021 Last Updated 5:13 PM, Sep 14, 2021

OS MISSIONÁRIOS DA CONSOLATA EM MOÇAMBIQUE ENTREGAM A MISSÃO DE SÃO JOSÉ DE MAPINHANE À DIOCESE DE INHAMBANE

Categoria: I Nostri Dicono
Visite: 1886 volte

Os Missionários da Consolata, presentes na diocese de Inhambane desde 1946, fizeram neste Domingo, dia 23 de Junho, a entrega da Missão de São José de Mapinhane à diocese de Inhambane. Na celebração eucarística, o pároco cessante, P. Jorge Kirikinto, missionário da Consolata, fez a entrega das rédeas da missão ao P. Cleophas Mudita, Franciscano, novo pároco. A celebração foi uma acção de graças a Deus pelo trabalho realizado por gerações de missionários e missionárias da Consolata que trabalharam durante 66 anos trabalharam nesta Missão.

A Missão de Mapinhane foi criada por decreto em 1946, mas por falta de pessoal missionário não foi iniciada imediatamente. Hesitou-se muito quanto à escolha do local. A ideia era instalar a missão em Vilankulo, sede administrativa da circunscrição, mas dificuldades várias como a escassez de terrenos cultiváveis, de água e população determinaram a escolha de uma outra zona. Foi preferida a terra do régulo Mapinhane, a cerca de 40 km de Vilankulo e próxima da estrada nacional. Aqui encontravam-se os requisitos que faltavam em Vilankulo. No dia 24 de Março de 1947 chegavam à localidade de Mapinhane os padres Gabriel Quaglia e Alberto Maggiore, Missionários da Consolata, para dar início aos trabalhos de implantação da missão. Em Maio começava a funcionar a escola da missão, tendo como seu primeiro professor o senhor Rafael Jeane, de Massinga, que era também catequista. Em Outubro, o Pe João Tolosano deixa a missão de Nova Mambone para ser superior da missão de Mapinhane e é ele próprio que negoceia a abertura da escola em Muvamba e visita a região de Mabote, já no final desse ano. Em 1948 a missão de Mapinhane foi transferida para a actual sede, próxima da estrada nacional e passa a ser a missão central no conjunto das missões do Instituto da Consolata em Inhambane. Por esse motivo, no dia 23 de Outubro, o P.e Gabriel Quaglia, superior dos Missionários da Consolata e arcipreste, transferiu a sua sede de superior delegado da Missão de Massinga para Mapinhane.

Em termos pastorais a região de Mapinhane revelou-se inicialmente pouco prometedora. A população estava muito espalhada e demonstrava-se pouco disponível a acolher o Evangelho. Com os anos a Missão de Mapinhane foi crescendo e a evangelização foi avançando até regiões mais distantes com a abertura de novas escolas capelas. A sede da missão tornou-se um centro de desenvolvimento humano com as suas escolas e actividades profissionais, sobretudo a sua serração e carpintaria. Com a chegada das Missionárias da Consolata em 1966 melhoraram os serviços prestados no sector da saúde e na promoção da mulher. Os missionários de Mapinhane davam também assistência pastoral a Vilankulo, sede da circunscrição. Em 1966 foi criada a Paróquia de Vilanculos com território desmembrado da Missão de Mapinhane.

No pós-independência, com as nacionalizações e a guerra civil, a actividade missionária foi bastante condicionada. O trabalho de formação dos catequistas e animadores e a reorganização das comunidades eram a prioridade da equipa missionária. Em 1983, por motivos de segurança os missionários retiram-se para a Paróquia de Vilanculos e a missão de Mapinhane passou a ser assistida pastoralmente a partir de Vilanculos. Depois do Acordo Geral de Paz (1992), os missionários da Consolata iniciaram o trabalho de recuperação da missão. Deu-se prioridade ao sector da educação. Em 1995 foi criada a escola secundária Padre Gerardo Gumiero, confiada à direcção das Irmãs Agostinianas Missionárias que iniciaram nesse ano a sua actividade em Mapinhane. Esta escola, a primeira a ser criada na região norte da província de Inhambane, com os seus lares tem prestado um qualificado serviço na educação da juventude da província de Inhambane e de outras províncias de Moçambique. No trabalho de evangelização e na educação, colaboraram durante alguns anos os Leigos Missionários da Consolata provenientes de Portugal. Em Janeiro de 2013 procedeu-se à transferência da sede do Seminário diocesano de São Lucas da cidade de Inhambane para as estruturas da Missão de Mapinhane. Depois de um período dedicado ao conhecimento das comunidades e do funcionamento da missão, a equipa formativa do seminário – Frei Cleophas e Frei Francisco, assumiram também a direcção pastoral de Mapinhane.
Depois da missões de Maimelane e Muvamba,  Mapinhane é a terceira missão fundada pelos missionários da Consolata entregue à diocese de Inhambane.

 

 

 


Recenti

Fineste sull'America

14 Set 2021 Finestra sul Mondo

XXV Domenica del tempo ordina…

14 Set 2021 Domenica Missionaria

Riflessioni su Sant’Andrea Kim Taegon

Riflessioni su Sant’Andrea K…

12 Set 2021 I Nostri Missionari Dicono

La parola insegnata. La diacon…

12 Set 2021 Preghiere Missionarie

Visita canonica alla zona del pacifico colombiano

Visita canonica alla zona del …

12 Set 2021 I Nostri Missionari Dicono

Primi passi nella Comuna 13 di…

12 Set 2021 Missione Oggi

XXIV Domenica del tempo ordina…

07 Set 2021 Domenica Missionaria

Finestre sull'Asia

06 Set 2021 Finestra sul Mondo

Finestre sull'Africa

06 Set 2021 Finestra sul Mondo

La parola nella comunità. Int…

06 Set 2021 Preghiere Missionarie