Dec 07, 2021 Last Updated 5:02 PM, Dec 6, 2021

Brasil: Os leigos e a X Conferência

Categoria: I Nostri Dicono
Visite: 1953 volte
(Clicca qui per vedere tutte le foto della Conferenza)

{mosimage}Participa da Conferência, na condição de convidado, Manuel Jesús Tello Ferrer (Manolo), Leigo Missionário da Consolata, (LMC) que atua em Roraima. Na manhã do dia 14, ele falou a Assembléia sobre a caminhada dos LMC na Espanha e sua experiência de missão, juntamente com a esposa Paula Real, que com ele trabalha no Catrimani como médica.

Historiando as origens dos LMC naquele país, Manolo afirmou que tudo começou com os Campos de Trabalhos organizado pelos missionários da Consolata, donde surgiu a Juventude Missionária. Com o tempo, alguns entraram para a Vida Religiosa, outros formaram comunidades de LMC. Bebendo no carisma, surgiu o desejo de partir além-fronteira.

Após três anos de formação e discernimento na comunidade, Loli Hernandez foi a primeira a partir para Colômbia. Outras Regiões como Portugal e Itália também enviaram leigos para as missões na África e América Latina. Manolo explicou que o caminho foi resultado do trabalho de Animação Missionária e Vocacional feito nas Regiões. Esclareceu ainda alguns aspectos dos Estatutos dos LMC que está em construção.

Perguntamos ao Manolo que avaliação faz da caminhada dos Leigos IMC no Instituto?
“A avaliação geral é positiva, tendo em conta que a realidade dos LMC é relativamente nova. O importante é que exista uma reflexão sobre essa realidade no Instituto em geral, respeitando o ritmo de cada Região e suas características particulares. O rumo que tomou o processo, em geral é de aceitação dos leigos tendo em conta as diferentes mentalidades existentes no Instituto”.

Quais são as razões que motivam a sua vocação de LMC?
“Em primeiro lugar a experiência pessoal de Deus concretizada sobretudo no seguimento de Jesus e a identificação com o carisma do Instituto da Consolata que nos deixou o Fundador”.

{mosimage}A Região do Brasil ainda não tem um projeto para os LMC. O que espera da X Conferência dessa Região em relação a essa questão?
“Espero que a Região comece o processo de elaboração coletiva da missão num projeto que integre as diferentes expressões da vocação, que bebe no carisma da Consolata e que se defina os passos para no futuro fazer acontecer esse projeto”.

Tem alguma proposta para os membros da X Conferência?
“Que se deixem interpelar pelo Espírito que nos ajuda a dar respostas aos sinais dos tempos e façam um esforço para conhecer a realidade dos LMC. Seria bom conhecer também os Estatutos, pedindo informações a outras Regiões que já têm experiências acolhendo leigos, desde a AMV e acompanhando a sua formação. Há um processo que se faz necessário. Tem muitas coisas que nos assemelham: a nossa humanidade, o fato de ser cristãos católicos, o carisma, o amor à missão. A vocação, nas suas diferenças, nos torna complementares na construção do Reino”.

Recenti

Finestre sul mondo

06 Dic 2021 Finestra sul Mondo

Avvento. Andate incontro allo …

06 Dic 2021 Preghiere Missionarie

Cominciamo dalla periferia di Caracas. Visita canonica in Venezuela

Cominciamo dalla periferia di …

06 Dic 2021 I Nostri Missionari Dicono

Sud Africa. Breve scorcio su 50 anni di presenza

Sud Africa. Breve scorcio su 5…

06 Dic 2021 I Nostri Missionari Dicono

Questa partenza? uno dei gol p…

06 Dic 2021 Missione Oggi

Finestre sul MONDO

30 Nov 2021 Finestra sul Mondo

II domenica di Avvento. Anno C…

30 Nov 2021 Domenica Missionaria

Avvento. Un dono da accogliere

29 Nov 2021 Preghiere Missionarie

Essere giovani nell’Amazzonia

Essere giovani nell’Amazzoni…

29 Nov 2021 I Nostri Missionari Dicono

ARGENTINA. Missione quattro per quattro

ARGENTINA. Missione quattro pe…

29 Nov 2021 I Nostri Missionari Dicono