Oct 14, 2019 Last Updated 8:16 PM, Oct 12, 2019

Missionário da Consolata ganha Medalha São Paulo Apóstolo 2019

Missionário da Consolata ganha Medalha São Paulo Apóstolo 2019 Fotos: Luciney Martins/O SÃO PAULO
Letto 625 volte
Vota questo articolo
(0 Voti)

O padre Moisés Roberto Facchini, missionário da Consolata, pároco na Paróquia Nossa Senhora Consolata do Jardim São Bento, em São Paulo, ganhou a Medalha São Paulo Apóstolo 2019 por sua ação missionária. Outras sete pessoas também receberam a comenda, no dia 4 de setembro.

Instituída em 2015, no contexto das comemorações dos 270 anos de criação da diocese de São Paulo, a Medalha traz, numa face, a efígie de São Paulo Apóstolo, Patrono da arquidiocese; na outra face, a vista frontal da Catedral Metropolitana de São Paulo. No decreto de instituição da medalha, o arcebispo de São Paulo, cardeal Odilo Pedro Scherer, ressalta que “todos os batizados foram constituídos como povo de Deus e são participantes do múnus sacerdotal, profético e régio do próprio Cristo” e acrescentou que a homenagem também é um “incentivo para que floresça mais abundantemente a vida eclesial e pastoral nesta cidade imensa”.

Ao receber a Medalha, padre Moisés agradeceu "à Arquidiocese de São Paulo, pela escolha, mas também aos leigos e leigas que encontrei em meu caminho, e que me deram mais apoio do que eu pudesse merecer". O missionário agradeceu ainda "ao Instituto Missões Consolata que me recebeu e me possibilitou ser missionário na Bahia e especialmente na África, onde convivi com povos, culturas e realidades diferentes". E concluiu afirmando que o prêmio é um desafio, porque "agora vou procurar fazer o que disseram que eu fiz..."

Ação Missionária

Nascido em Santa Catarina, o padre Moisés já esteve em missão na África e no Estado da Bahia. Há oito anos, atua como Pároco da Paróquia Nossa Senhora Consolata, na Região Episcopal Santana, onde ao chegar passou a impulsionar a prática das visitas domiciliares aos paroquianos, tendo como resultado a chegada ou retorno de muitos fiéis à comunidade paroquial, além da maior procura das pessoas pelos sacramentos. Aos 72 anos, o sacerdote é exemplo do carisma dos Missionários da Consolata: o amor à Eucaristia, a devoção a Maria, a obediência à Igreja e ao papa, o espírito de família e a estima e amor ao trabalho.

Padre Moises Facchini IMC

Devi effettuare il login per inviare commenti

Recenti

Cimi presenta rapporto sulla violenza contro le popolazioni indigene nel 2018 al Sinodo dell'Amazzonia

Cimi presenta rapporto sulla v…

12 Ott 2019 I Nostri Missionari Dicono

L'Amazzonia ha molto da insegnare al mondo e alla Chiesa

L'Amazzonia ha molto da insegn…

12 Ott 2019 I Nostri Missionari Dicono

Suicidio assistito. Don Angelelli (Cei): “Non è una scelta di libertà. Rafforzare la rete degli hospice e delle cure palliative”

Suicidio assistito. Don Angele…

10 Ott 2019 Finestra sul Mondo

Sinodo per l’Amazzonia: ecco chi sono i rappresentanti dei popoli indigeni che prendono parte ai lavori

Sinodo per l’Amazzonia: ecco…

10 Ott 2019 Finestra sul Mondo

Alle Religiose e ai Religiosi nei Paesi della Regione panamazzonica

Alle Religiose e ai Religiosi …

09 Ott 2019 I Nostri Missionari Dicono

Camminare insieme: sinodalità

Camminare insieme: sinodalità

08 Ott 2019 I Nostri Missionari Dicono

Il Papa apre il Sinodo sull’Amazzonia: evangelizzare non è colonizzare

Il Papa apre il Sinodo sull’…

07 Ott 2019 Finestra sul Mondo

Cristobal Lopez, un cardinale per “rendere visibili gli invisibili”

Cristobal Lopez, un cardinale …

07 Ott 2019 Finestra sul Mondo

Il Sinodo visto da São Gabriel da Cachoeira, la diocesi “più indigena” del mondo

Il Sinodo visto da São Gabrie…

07 Ott 2019 Missione Oggi

Preghiera per il creato

Preghiera per il creato

07 Ott 2019 Preghiere Missionarie