Oct 25, 2020 Last Updated 4:37 PM, Oct 22, 2020

Imigrantes indígenas venezuelanos buscam apoio espiritual

Letto 407 volte
Vota questo articolo
(0 Voti)

O fluxo migratório da Venezuela para o Brasil continua. Em Boa Vista, capital do Estado de Roraima, no início do mês de março foi criado um novo espaço para acolher os imigrantes venezuelanos, em especial os indígenas Warao. O lugar foi batizado de Ka Ubanoko. Nos abrigos convencionais em Boa Vista, não há mais espaço para os Warao.

Segundo eles, esse novo abrigo é ideal pois lhes dá maior autonomia na organização e gestão do lugar em parceria com várias entidades civis e religiosas incluindo a Equipe Itinerante dos missionários da Consolata. Os indígenas, na grande maioria são originários do Delta Amacuro e pertencem às comunidades cristãs. Em Boa Vista, eles não buscam apenas apoio material e humano, mas também espiritual. Nesse sentido, alguns Waraos procuraram a Equipe Itinerante para batizar seus filhos e filhas.

Diante disso, a Equipe pediu à catequista Leany que é Warao, moradora do Ka Ubanoko e natural de Tucupita, onde trabalham os missionários da Consolata, para buscar mais informações sobre as famílias que pretendiam batizar seus filhos e filhas. Segundo um levantamento, há 45 crianças Waraos a serem batizadas (de 0 a 5 anos são 24; de 6 a 12 anos são 12; de 13 a 18 anos: 5). No espaço Ka Ubanoko residem cerca de 520 pessoas.

Para ajudar no processo da catequese procurou-se voluntários batizados. Três jovens que moram no Ka Ubanoko abraçaram o desafio: Leany, Keilyn e Yidri. A catequese será feita em três turmas conforme a faixa etária.

A formação das catequistas e famílias das crianças da primeira turma iniciou no dia 1º de junho. Convém ressaltar que a Irmã Ximena, (Irmãs Missionárias da Nossa Senhora da Paz) é a responsável dessa formação. A formação ocorre todos os sábados na capela São Francisco de Assis, 500 m do espaço Ka Ubanoko. Ela é feita na língua espanhola e Warao. São previstos quatro encontros de formação antes do Batismo.

Equipe Itinerante agradece à Irmã Ximena pela sua dedicação e ao padre Zachariah Kariuki, de Tucupita, que proporcionou materiais da catequese na língua espanhola.

Para dar continuidade à formação catequética é preciso mais materiais na língua espanhola, especialmente Bíblias. Ademais, é bom pensar como incentivar os três catequistas que já estão dando o seu melhor.

Que o Espírito de Jesus, o Catequista por excelência, fortalece as famílias Warao durante esse momento de formação.

Ultima modifica il Giovedì, 20 Giugno 2019 23:05
Devi effettuare il login per inviare commenti

Recenti

Padre Pasqualetti celebra la sua Pasqua

Padre Pasqualetti celebra la s…

22 Ott 2020 I Nostri Missionari Dicono

Un anno con "Mater Amazonia. The deep breath of the world"

Un anno con "Mater Amazon…

20 Ott 2020 I Nostri Missionari Dicono

Archbishop of Nampula defends that the Priest must be a person of God

Archbishop of Nampula defends …

20 Ott 2020 I Nostri Missionari Dicono

Lisbona, Giornata Mondiale della Gioventù 2023: ecco quale sarà il logo

Lisbona, Giornata Mondiale del…

19 Ott 2020 Finestra sul Mondo

VATICANO - Le statistiche della Chiesa cattolica 2020

VATICANO - Le statistiche dell…

19 Ott 2020 Finestra sul Mondo

Videomessaggio del Cardinale Tagle: “dove sono i più bisognosi là si trovano i missionari”

Videomessaggio del Cardinale T…

19 Ott 2020 Missione Oggi

Preghiere missionarie

Preghiere missionarie

19 Ott 2020 Preghiere Missionarie

XXX Domenica - T. O. - Anno A

XXX Domenica - T. O. - Anno A

19 Ott 2020 Domenica Missionaria

Venezuela: vescovi pubblicano Esortazione Pastorale

Venezuela: vescovi pubblicano …

18 Ott 2020 I Nostri Missionari Dicono

Il premio Cuore Amico: il "Nobel dei Missionari" nelle periferie del mondo

Il premio Cuore Amico: il …

18 Ott 2020 I Nostri Missionari Dicono