Jan 23, 2019 Last Updated 8:29 PM, Jan 22, 2019

Missa do encerramento da IX conferência da Região Amazônia e da celebração dos 70 anos da presença dos missionários da Consolata na Região.

Missa do encerramento da IX conferência da Região Amazônia e da celebração dos 70 anos da presença dos missionários da Consolata na Região. fotos: Lais Lima
Letto 265 volte
Vota questo articolo
(0 Voti)

O momento de ação de graças realizou-se na Igreja de São João Batista, no bairro Caranã, Boa Vista -RR. A missa começou às 18h do dia 25 de agosto e foi presidida pelo bispo da Diocese de Roraima, dom Mário Antônio da Silva, na presença do superior geral dos missionários, Pe Stefano Camerlengo, e do conselheiro geral para América, Pe Jaime Patias, missionários e missionárias da Consolata e o povo de Deus da Área Missionária São João Batista e de outras partes da diocese.

Na sua mensagem aos missionários da Consolata, o bispo reconheceu o trabalho dos missionários na diocese, trabalho este caracterizado pela profecia, perseguição, solidariedade e apoio às pessoas e às comunidades. O testemunho de vários missionários de várias partes do mundo e a enorme dedicação dos anos passados continuam presentes com os missionários que estão hoje aqui na terra da Amazônia. Os missionários da Consolata testemunharam verdadeiramente ter a missão no coração. A dedicação incansável deles, seja nas áreas indígenas ou na cidade, mostra que têm sangue de Roraima e da Amazônia.

29 INMD 1 1 15

O bispo, em nome da diocese, celebrou e agradeceu pelos trabalhos realizados nos últimos 70 anos e também pela renovação do compromisso que foi assumido na conferência: continuar servindo a Igreja de Roraima. Agradecido, aproveitou o momento da homilia para apresentar à assembleia reunida o superior geral e todos os missionários presentes na missa. Louvou o instituto pela opção de continuar o serviço e a missão nas comunidades indígenas. O padre Izaias, o amazonense recém-chegado à região, ganhou destaque do prelado. Comparou-o ao profeta Isaias, o profeta da esperança.

Ao superior geral, dom Mário agradeceu a presença na diocese convidando-o a levar a emoção, a alegria e os frutos da missão, desafios, marcas e cruzes que a missão acarreta aqui em Roraima, na Amazônia, no Brasil e na Venezuela. Há situações dramáticas dos imigrantes nas ruas da cidade e na Área Missionária. O bispo rezou e abençoou o padre geral na sua missão.

29 INMD 1 2 16

De forma especial, Dom Mário dirigiu-se aos missionários, pedindo a todos saúde, coragem e sabedoria para continuar a missão do evangelho que vem sendo realizada há 70 anos e que isso se renove a cada dia no coração deles e no coração de cada cristão da diocese. Ele observou que os missionários estão presentes no coração do povo de Roraima.

O bispo aproveitou também para agradecer pessoas das comunidades pela acolhida e proximidade aos imigrantes, principalmente os que se encontram ao redor da igreja Nossa Senhora do Livramento. Fez o apelo para não fecharem os olhos, as mãos nem corações, mas colocar-se a serviço da solidariedade e servir, assim, a Deus e Jesus Cristo, presentes nos irmãos imigrantes.

Na sua mensagem no final da celebração, Pe Camerlengo celebrou também os 70 anos da presença do Instituto na diocese e também os 50 anos do martírio do Pe Calleri. Com o título, “Para aquele horizonte que não acaba”, e invocando as palavras do profeta Isaias 52,7-10, a mensagem do superior lembrou que a ação de graças a Deus, pela caminhada feita, torna-nos mais forte porque a memoria é uma dimensão da vida. Não podemos perder a memória. O bom cristão tem boa memória, ama história e procura conhecê-la. Os missionários que passaram por aqui expressaram a generosidade e a doação em apontar o caminho, acompanhar os povos, tornaram-se porta-vozes de suas necessidades. Levaram Amazônia para o mundo e trouxeram o mundo para Amazônia.

29 INMD 1 3 11

Segundo Pe Camerlengo a missão na Amazônia se tornou para os missionários da Consolata uma escola de missão. Pediu que depois dos setenta anos o espírito continue entre os jovens missionários na região. Desejou que a celebração de 70 anos não seja o ponto de chegada, mas de partida com um renovado ardor missionário. Na conclusão citou as belas palavras do papa Francisco, “Olhando para cima, olhando para horizonte, alargando os nossos horizontes: esta é a nossa fé, esta é a nossa justificação, este é o estado de graça!”. 

29 INMD 1 4 35

29 INMD 1 5 38

Ultima modifica il Mercoledì, 29 Agosto 2018 09:46
Devi effettuare il login per inviare commenti

Recenti

Cooperazione e senso di responsabilità per fermare la tratta di persone

Cooperazione e senso di respon…

21 Gen 2019 Finestra sul Mondo

Papa a giovani indigeni: la vostra fede legata alla ricchezza delle vostre culture

Papa a giovani indigeni: la vo…

21 Gen 2019 Finestra sul Mondo

"Tutta la Chiesa, tutte le Chiese per tutto il mondo": verso il Mese Missionario Straordinario

"Tutta la Chiesa, tutte l…

21 Gen 2019 Missione Oggi

Adorazione Eucaristica: “Paolo sulla via di Damasco: un incontro che cambia la vita”

Adorazione Eucaristica: “Pao…

21 Gen 2019 Preghiere Missionarie

III Domenica - T. O. - Anno C

III Domenica - T. O. - Anno C

21 Gen 2019 Domenica Missionaria

[Video] Missão no Centro Morro, R. Serras TI Raposa Serra do Sol

[Video] Missão no Centro Morr…

17 Gen 2019 I Nostri Missionari Dicono

Ecumenismo: cercate di essere veramente giusti

Ecumenismo: cercate di essere …

17 Gen 2019 Finestra sul Mondo

Oltre 4mila cristiani uccisi in un anno, la Corea del Nord lo stato più persecutorio

Oltre 4mila cristiani uccisi i…

17 Gen 2019 Finestra sul Mondo

América: IMC en la dinámica de la Continentalidad

América: IMC en la dinámica …

16 Gen 2019 I Nostri Missionari Dicono

Catholic Relief Services: Immigration action must consider root causes

Catholic Relief Services: Immi…

14 Gen 2019 Finestra sul Mondo