May 24, 2022 Last Updated 10:39 AM, May 23, 2022

Moçambique: 25 anos do massacre dos Catequistas Mártires de Guiúa

Letto 2435 volte
Vota questo articolo
(2 Voti)

Faz hoje 25 anos que se verificou o massacre dos catequistas Mártires de Guiúa, cujo processo canónico de Beatificação e Canonização terá início neste sábado em Moçambique.

Quem são os catequistas Mártires do Guiúa? São 23 moçambicanos, homens, mulheres e crianças, que foram mortos quando se encontravam no Centro Catequético do Guiúa, na Diocese de Inhambane, para participarem num curso de formação de longa duração para famílias de catequistas.

Foi no dia 22 de março de 1992 que foram mortos. Decorriam os últimos meses de uma guerra fratricida que devastava Moçambique. Esboçavam-se os primeiros sinais da vontade de reconciliação nacional.

O país tentava emergir de um longo período de conflito, de trevas e provações. Confiante de que as conversações em curso em Roma para alcançar a paz iriam pôr fim à guerra, a diocese de Inhambane decidiu reabrir o Centro Catequético do Guiúa para a formação de famílias de catequistas.

Três dezenas de pessoas escolhidas em diferentes missões acabavam de chegar, quando na madrugada de 22 de março de 1992 um grupo de homens armados atacou o Centro Catequético e raptou a maior parte das famílias. Em marcha, carregando os bens saqueados pelos atacantes, foram conduzidos à força para a base de onde vinham os invasores. Pelo caminho, um grupo de 23 catequistas e familiares foram brutalmente chacinados à baioneta. Testemunharam a sua fé com o sangue. Os seus corpos foram transportados e sepultados no Centro Catequético, no local onde está atualmente o Santuário diocesano de Inhambane.

A missão dos catequistas mártires do Guiúa, abruptamente interrompida em 22 de março de 1992, continua viva. A sua memória e o seu exemplo ecoam ainda e sempre no silêncio da brisa eterna da colina do Guiúa.

A morte destes homens e mulheres dá-se no preciso dia em que iniciavam um caminho de fé comprometida. É assim que serão lembrados para sempre.

O cemitério onde estão sepultados é um lugar de romagem de centenas de cristãos ao longo do ano.

Os católicos têm grande veneração por estes seus irmãos e os consideram “mártires”. Ainda não são reconhecidos pela Igreja como santos nem como beatos. A Diocese de Inhambane está a organizar-se para alcançar este objetivo, iniciado no próximo dia 25 de Março o processo canónico para o reconhecimento do seu martírio e santidade por parte da Santa Sé.

Catequistas Mártires de Guiúa e Missão de proveniência

1. Ivone Faustino - Inhambane
2. Cecília Jamisse - Inhambane
3. Faustino Cuamba - Inhambane
4. Catarina Murrombe - Vilankulo
5. Isabel Foloco - Morrumbene
6. Benedito Penicela - Morrumbene
7. Joaquim Marrumula - Jangamo
8. Verónica Sambula - Mapinhane
9. Madalena Mbeu - Guiúa
10. Deolinda Gungave Sevene - Maxixe
11. Gina Fernando - Maxixe
12. Peres Manuel - Beira
13. Maria Titosse . Guiúa
14. Rita Leonardo - Guiúa
15. Arlindo Leonardo - Guiúa
16. Leonardo Joel - Guiúa
17. Arnaldo Adolfo - Massinga
18. Zito Adolfo - Massinga
19. Luisa Mafu - Massinga
20. Juvêncio Carlos - Funhalouro
21. Fátima Valente - Funhalouro
22. Carlos Mukuanane - Funhalouro
23. Susana Carlos - Funhalouro

Altro in questa categoria: C’est quoi un Leader? »
Devi effettuare il login per inviare commenti

Recenti

Un momento di ristoro nel cammino

Un momento di ristoro nel camm…

23 Mag 2022 I Nostri Missionari Dicono

Beata te che hai creduto

23 Mag 2022 Preghiere Missionarie

Lettera alla comunità

23 Mag 2022 Missione Oggi

Missione al Nord Est. Visita Canonica in Brasile

Missione al Nord Est. Visita C…

23 Mag 2022 I Nostri Missionari Dicono

VI domenica del tempo di Pasqu…

18 Mag 2022 Domenica Missionaria

Finestre sul mondo

17 Mag 2022 Finestra sul Mondo

Beato te, Simone...

15 Mag 2022 Preghiere Missionarie

Lettera al padre Norberto

15 Mag 2022 Missione Oggi

Abbiamo molto di cui esserti grati

Abbiamo molto di cui esserti g…

15 Mag 2022 I Nostri Missionari Dicono

Alla scuola della missione

Alla scuola della missione

15 Mag 2022 I Nostri Missionari Dicono